Arquivo da categoria: Eleições 2014

Alex e Tom são diplomados pelo TRE

Alex e Tom recebem o diploma (Crédito: Romildo de Jesus)

Alex e Tom recebem o diploma (Crédito: Romildo de Jesus)

Na tarde de hoje (15) os deputados estaduais eleitos Alex da Piatã (PMDB) e Tom Araújo (DEM) foram diplomados em um evento realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador.  A diplomação é um ato que antecede a posse. O TRE certifica que os escolhidos pelas urnas estão aptos para assumirem suas funções no próximo mandato.

Diferente do governador e vice, Rui Costa (PT) e João Leão (PP), que tomam posse no dia 1º/01, o peemedebista e o democrata só serão empossados em cerimônia que acontece em fevereiro, na Assembleia Legislativa da Bahia.

Tom, que esteve acompanhado de sua família, inclusive de seu pai, o ex-prefeito Hamilton Rios, vai para seu segundo mandato. Alex, um dos novatos da nova legislatura, além da esposa e filhos, contou com a presença do prefeito de Coité, Assis (PT) e de vereadores: Gel de Tetê e Raimundo Carneiro, ambos do PMDB, e Betão Gordiano e Danilo Ramos do PT.

“O objetivo agora é trabalhar firme, honrar cada voto recebido. Muito obrigado povo baiano”, postou Alex em sua página do Facebook.

“Neste momento, peço a todos que orem por todos nós que iremos, por mais quatro anos, estar à frente do Legislativo estadual para que tenhamos a sabedoria e o equilíbrio necessários para desempenharmos bem nossas funções”, afirmou Tom nas redes sociais, ao tempo em que comemorou a aprovação das contas de campanha.

Conceição do Coité se torna uma das poucas cidades da Bahia que conta em seu quadro político com dois deputado estaduais eleitos.

GOVERNADOR –  Cercado pela imprensa, inclusive por este Correio do Mês, a respeito do secretariado, que deve ser anunciado na manhã de amanhã, na sede da Governadoria, o petista lembrou que a dificuldade encontrada era a de encontrar perfis que se enquadrassem nos seus critérios. “A dificuldade de combinar os nomes de quadro políticos com o interesse de cada agrupamento político. Estou fazendo a prática de perfil mesclado com técnica e política e que sai uma combinação perfeita em cada pasta”, disse.

“É natural que a composição seja um quebra cabeça que estamos montando. Até nesta terça-feira, dez horas da manhã, vamos anunciar”, completou.

Leão, Rui e Otto exibem seus diplomas (Crédito: Romildo de Jesus)

Leão, Rui e Otto exibem seus diplomas (Crédito: Romildo de Jesus)

Rui teve dois motivos para comemorar ontem, além da diplomação, suas contas de campanha foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado da Bahia. A decisão foi tomada de forma unânime, com seis votos a favor e parecer do Ministério Público Eleitoral também indicando pela aprovação.

O seu vice, João Leão, porém, se colocou como um possível cotado a ser secretario de Rui e demonstrou interesse pela pasta de Infraestrutura e Recursos Hídricos. Ventilado nos últimos meses como um possível ministro de Dilma,  Leao não terá a mesma sorte do governador Jaques Wagner: ele mesmo descartou a possibilidade de ter Brasília nos seus planos.  “Desisti de Brasília. Dona Tereza  (esposa) não deixa. Meu filho, Cacá Leão, já foi pra lá e havia um acordo que um pudesse ficar. Por tanto, ela me intimou a permanecer”, brincou.

POLÊMICA – No emaranho de eleitos da diplomação chamou atenção a polêmica que envolve o deputado Marcelino Galo (PT) e o diplomado suplente, Herzem Gusmão (PMDB). Ambos brigam judicialmente pela última vaga das 63 cadeiras da Asssembleia Legislativa. Por ter sua candidatura, inicialmente, cassada pela Justiça Eleitoral, os votos de Gusmão não foram contabilizados no coeficiente eleitoral, o que deu margem para a eleição de Galo. Porém, através de uma liminar, o peemedebista conseguiu reaver a validade de sua candidatura, o que permitira a sua condução a vaga. Se seria diplomado ou não foi um mistério. Contudo, ao invés de receber o diploma de deputado, recebeu de suplente, fato que o deixou surpreso. O assunto deverá render nas próximas semanas.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Conceição do Coité, Eleições 2014

A angústia de Wagner

Dilma Rousseff (PT) e Jaques Wagner (PT) (Foto: Francisco Galvão / Tribuna)

Dilma Rousseff (PT) e Jaques Wagner (PT) (Foto: Francisco Galvão / Tribuna)

Ainda não se sabe o rumo que o governador Jaques Wagner (PT) terá na gestão da presidente Dilma Rousseff (PT). As pastas da Casa Civil, Relações Institucionais, Comércio e Petrobrás foram lugares mencionados. Porém, nos dois primeiros ministérios ele disse que não ficaria; no quarto foi anunciado Armando Monteiro (PTB/PE) como novo mandatário da pasta e o último não emplacaria porque o político não tem nível superior.

Com o passar dos dias as angústias do governador, que logo deixará suas funções, e dos seus apadrinhados  aumentam. Muitos contam com uma boa posição ao esposo de Fátima Mendonça para, quem sabe, projetá-lo para 2018.

EM TEMPO: O petista agora é sondado para Comunicações.

Victor Pinto

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Brasil, Eleições 2014

Governo encaminha projeto de reforma administrativa à Assembleia Legislativa

Foto: Carla Ornelas/GOVBA

Foto: Carla Ornelas/GOVBA

O Governo do Estado submete à Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (1º), o projeto de lei que estabelece a reforma administrativa apresentada à imprensa pelo governador eleito, Rui Costa, e pelo Grupo de Trabalho de Transição Governamental, na tarde de hoje, no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Estão previstas a extinção de seis e a criação de três secretarias, reduzindo de 27 para 24 o número de pastas estaduais. Com a reestruturação de órgãos e a extinção de cargos públicos, as mudanças estimam economia de R$ 200 milhões, ampliando a qualidade dos serviços e modernizando o Estado. O projeto apresentado também prevê a qualificação da gestão, por meio de indicadores e metas, reforço nos controles internos das secretarias e a eliminação de sombreamentos de competências entre os órgãos.

As medidas de racionalização e governança fortalecem as áreas da Saúde, Segurança e Educação, que também funcionarão de acordo com o padrão já utilizado no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC). “Não temos o objetivo de reduzir por reduzir. A diretriz não foi colocar metas de redução para cada uma das secretarias. O olhar é de melhoria da eficiência e retirada de áreas de sombreamento e redundância”, afirmou Rui Costa.

Novas secretarias

Entre os destaques do projeto está o enxugamento da estrutura do Estado, que envolverá a extinção de seis secretarias, com a contrapartida da criação de três, em sintonia com as prioridades do governo e o alinhamento com as políticas públicas do governo federal.

Para fortalecer a atuação do governo, principalmente no interior do estado, serão criadas as secretarias de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) e a de Desenvolvimento Rural (SDR), a primeira voltada para o abastecimento, construção de barragens e esgotamento sanitário, e a segunda responsável diretamente pela agricultura familiar.

Além disso, as secretarias da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e a de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza darão origem à Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), o que aproximará as políticas de direitos humanos da execução das ações de desenvolvimento social voltadas para a promoção da inclusão e cidadania.

A Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir) dará lugar, ainda conforme a proposta do grupo de transição, à SDR, que nasce com funções ampliadas e o foco na agricultura familiar. Com a extinção da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), suas funções passam a ser desenvolvidas pela Secretaria de Relações Institucionais. Já as ações da Secretaria da Indústria Naval e Portuária serão executadas pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). A Secretaria para Assuntos da Copa (Secopa) encerra as atividades em 31 de dezembro deste ano, conforme determinou o decreto que a criou.

Na área da Segurança Pública, será criada dentro da estrutura da SSP o Departamento de Combate ao Crime Organizado, que atuará em conjunto com os batalhões especiais da Polícia Militar em ações de investigação e repressão a crimes como o tráfico de drogas.

Já, na Saúde, será implantado o Consórcio Municipal e Federativo da Saúde, por meio do qual haverá parcerias entre o Governo do Estado e o municípios para construir policlínicas no interior do estado e na Região Metropolitana de Salvador (RMS, conforme o plano de descentralizar os serviços especializados de saúde. As primeiras unidades estão previstas para 2015.

Outras mudanças

Para otimizar a educação, o projeto propõe a alteração do perfil das atuais 31 diretorias regionais de educação (Direc) para 20 núcleos regionais concentrados nos processos, melhoria e acompanhamento das metas pedagógicas na Rede Estadual de Ensino. Serão readequadas a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), a Empresa de Turismo da Bahia S.A (Bahiatursa) e o Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), que serão transformados em órgãos em regime especial, com vinculações, respectivamente, à nova SDR, à Secretaria de Turismo (Setur) e Seinfra. A EBDA passa a se chamar Bahiater.

A TVE e o Instituto de Radiodifusão da Bahia (Irdeb) também mudam de pasta, saindo da atual Secretaria de Comunicação Social e passando a fazer parte da estrutura da Secretaria da Educação. “A TVE vai se tornar uma emissora efetivamente educativa, com especialidade e com foco. Não temos competitividade com as TVs comerciais. Hoje as emissoras pagas refletem isso, customizam sua programação para ter uma audiência relativamente grande”, declarou o governador eleito Rui Costa.

Por meio do projeto de lei, o Estado propõe a alienação das suas cotas na constituição societária da Empresa Baiana de Alimentos S.A (Ebal), mediante realização de estudo técnico que demonstre o modelo e a forma para viabilizar a proposição. A Superintendência de Construções Administrativas da Bahia (Sucab) será extinta, tendo as funções absorvidas pela Conder e por secretarias estaduais.

O projeto de lei que estabelece a reforma administrativa, após a aprovação na Assembleia Legislativa, retornará ao governador Jaques Wagner para que seja sancionada.


SECOM/BA

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Eleições 2014

Rui pede empenho em campanha para Dilma

20141013_151817

Sem tempo para descanso após uma batalha nas urnas contra democratas e peemdebistas, recém-eleito governado da Bahia, Rui Costa (PT), segue a todo vapor em prol da possível vitória da candidata a presidência da República, Dilma Rousseff (PT), principal peça chave para o desenvolvimento da sua futura gestão.

Ontem, o petista se reuniu com deputados eleitos e não eleitos e vereadores com a finalidade de traçar as diretrizes que vão acontecer nos próximos dias até o pleito, no dia 26. Ele pediu mais empenho dos correligionários para garantir a reeleição da chefe do Executivo.

“Independente de quantos votos tiveram,  vamos ligar para os prefeitos,  agradecer e pedir votos para eleger Dilma Rousseff neste segundo turno e vamos pedir até mesmo daqueles que não votaram em Dilma no primeiro turno”, defendeu Rui que garantiu a realização de uma nova caravana no interior do estado, assim como feita em sua campanha para governador do estado.

O sucessor de Jaques Wagner também argumentou que entende que “com a vitória do PT no estado é necessário falar sobre a importância de um governo federal alinhado que pode muito ajudar a Bahia”, disse.

“As comparações entre os governos Dilma e Lula e os anteriores são os nossos carros chefes. Os números mostram que fizemos muito mais e a maioria da população entendeu isto. Temos que propagar essas questões”, completou.

Para o vice-governador, João Leão (PP), Dilma tem avanços comprovados no estado em todas as áreas e falou “que nenhum fez tanto pela Bahia”. Pela manhã, em entrevista a rádio Tudo FM o pepista, ao lado de Otto Alencar (PSD), havia afirmado que Marina Silva (PSB) tinha raiva da presidente.

“Ela tem raiva. É um absurdo e eu acompanhei isso na liderança do Governo. Dilma na época como chefe da Casa Civil e Marina no Ministério. A ferrovia da Bahia só começou a andar quando Marina saiu do ministério. Ela cismou que tinha uma perereca amarela lá e depois se descobriu que na verdade era albina e isso atrasou muito a construção da ferrovia. Você tem outras coisas importantes nesse país que precisa discutir e levar pra frente”, lembrou durante o bate papo.

Fontes dos bastidores dão conta que a eleição já é reconhecida por alas do alto escalão como acirrada e difícil, dado o grau de proximidade entre Dilma e Aécio com os números do fim do primeiro turno. A vitória da petista, segundo eles, se tornou uma questão de honra e a ampliação para 70% dos votos dela na Bahia principalmente. Motivos: o empenho dos adversários, derrotados nas urnas, que agora tentam crescer o eleitorado tucano para, pelo menos, 30% no estado. Numa eventual vitória tucana, o prefeito ACM Neto (DEM) ganharia fôlego para enfrentar Rui Costa, num possível embate em 2018.

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Eleições 2014

Democratas conclamam eleitores de Feira a votar em Aécio

IMG_0386

A campanha em prol a candidatura de Aécio Neves (PSDB) a presidente do Brasil está a todo vapor na Bahia. “Com Aécio Neves, Feira vai levantar a bandeira da esperança e da confiança”, afirmou o prefeito José Ronaldo, conclamando o engajamento do povo feirense à campanha tucana. No ginásio de esportes do Colégio Nobre, completamente lotado, José Ronaldo lembrou que o presidenciável tucano, durante a campanha, esteve duas vezes na cidade.

Presente ao evento, o prefeito de Salvador, ACM Neto, observou que, com a eleição de Aécio, Feira de Santana terá a oportunidade de ter um presidente amigo. “Vamos mudar o Brasil com Aécio”, assinalou, sendo bastante aplaudido.

Ao lado do deputado federal eleito, José Carlos Aleluia, e do presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, o ex-governador Paulo Souto disse que a Bahia não pode ficar fora deste momento histórico. “Está na hora de mudar o rumo do Brasil com um presidente cheio de gás e de vontade para liderar as transformações tão necessárias ao nosso país.”

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Eleições 2014

Campanha de Aécio na Bahia convoca coletiva de imprensa nesta sexta

Aécio ao lado de lideranças tucanas e democratas

Aécio ao lado de lideranças tucanas e democratas

A coordenação da campanha do candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, convocou todos os veículos de comunicação para uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (10/10), às 10 horas, no hotel Mercury, em Salvador. Os prefeitos ACM Neto (DEM), de Salvador, e José Ronaldo (DEM), de Feira de Santana, vão estar presentes, ao lado de deputados federais e estaduais e lideranças políticas dos partidos que apoiam o candidato presidencial da oposição na Bahia.

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Eleições 2014

Correligionários prevêem crescimento para 70% da presidente

Victor Pinto

Participantes do encontro com os prefeitos e animados com o desempenho do PT baiano, deputados e lideranças foram unânimes ao afirmar que a presidente Dilma Rousseff (PT) ampliará sua vantagem frente a Aécio Neves na Bahia, engrossando o coro do governador.
Um dos que reverberam a questão foi Joseildo Ramos (PT). O petista, que conseguiu reeleição na Assembleia, disse acreditar que a margem passará dos 70%. “Nós tivemos aqui 61% e com certeza vamos ampliar isso. A Bahia terá peso importante nesta disputa, pois somos o 4º maior colégio eleitoral brasileiro”, afirmou.

O recém-eleito deputado, vice-prefeito da cidade de Serrinha, Gika, também se mostrou animado. Para ele, a região sisaleira tanto repetirá a votação, quanto ampliará a margem. Preferiu não chutar números, mas garantiu o crescimento. “Vamos trabalhar bastantes por lá”, garantiu.
Quem esteve no mesmo embalo do discurso do serrinhense foi o prefeito de Lamarão, Dival Pinheiro (PT). “Lá tivemos 81,8%, mas vamos lutar para dar a Dilma quase 90%”, ressaltou.

Questionado pela possibilidade do crescimento das abstenções, o deputado Nelson Pelegrino (PT) argumentou que não há problema com a situação. “Nossa base é bem estruturada e o eleitor de Dilma é fiel. Estamos trabalhando duro, pois queremos conquistar também o eleitorado e Marina e o de Aécio”, salientou.

Deixe um comentário

Arquivado em Bahia, Eleições 2014