Arquivo do dia: 2 de fevereiro de 2018

Nova mesa diretora do TJBA toma posse para o biênio 2018-2020

normal_1517495116IMG_20180201_110038.jpg

O governador Rui Costa participou, na manhã desta quinta-feira (1º) da cerimônia de posse da nova mesa diretora do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA), no Fórum Ruy Barbosa, no Campo da Pólvora, em Salvador. A nova mesa diretora para o biênio 2018-2020 é formada pelos desembargadores Gesivaldo Britto (presidente), Augusto de Lima Bispo (1º vice-presidente), Maria da Graça Osório Pimentel (2ª vice-presidente), Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos (corregedora-geral da Justiça), Salomão Pinto Resedá (corregedor das comarcas do interior).

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Brasil

Uefs aplica provas do vestibular a partir deste domingo

Nos próximos domingo (4) e segunda-feira (5), mais de 8 mil candidatos irão participar do Vestibular 2018.1 da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). As provas serão aplicadas em horário local. Os portões de acesso aos locais de prova serão abertos às 7h15 e fechados às 7h50, ou seja, 10 minutos antes do horário previsto para o início das avaliações (8h). Após o fechamento dos portões, será vedado o acesso de candidatos, não se levando em conta o motivo do atraso.
A Coordenação de Seleção e Admissão (CSA) da Uefs informa que é de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta do local de prova e o comparecimento na data e horário determinados. A avaliação terá duração máxima de 5 horas. O candidato apenas poderá se retirar do local de prova após 2 horas do início da aplicação.

Deixe um comentário

Arquivado em Brasil

Temer diz que seu governo aguenta déficit da Previdência, mas outros não

michel-temer

Presidente Michel Temer. EVARISTO SÁ / AFP

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (2) que insiste na reforma da Previdência porque apesar de o governo dele aguentar o déficit, outros não aguentarão. “Tenho mais 11 meses de governo. Eu aguento a Previdência. Houve um déficit de R$ 268 bilhões nesse ano que passou, a tendência é aumentar essa dívida previdenciária este ano, mas o meu governo aguenta. Quem não vai aguentar são os próximos anos”, afirmou em entrevista ao programa Super Manhã, da Rádio Jornal de Pernambuco.

Ele ressaltou que, ao fazer a reforma da Previdência, o governo está pensando nos aposentados, naqueles que vão se aposentar e nos servidores públicos, para não ocorrer o que está acontecendo em muitos estados brasileiros. “Em muitos estados, não há pagamento de aposentados, de servidores públicos, há atrasos dos mais variados”, lembrou. “O que nós estamos fazendo é evitar que isso venha a acontecer em pouquíssimo tempo”.

Temer comentou também o futuro do programa Bolsa Família. Apesar de ter aumentado o número de famílias assistidas pelo benefício, ele destacou que pretende dar condições para que os filhos das pessoas assistidas trabalhem e, com isso, possam sair do programa. “Nosso ideal não é manter as pessoas indefinidamente no Bolsa Família”.

Michel Temer cumpre hoje agenda em Cabrobó, no interior de Pernambuco. Lá, ele participa da cerimônia de Inauguração da 2ª Estação de Bombeamento do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

(Agência Brasil)

Deixe um comentário

Arquivado em Brasil

ONU elogia Brasil por ratificação de acordo em prol dos empregados domésticos

A Organização Internacional do Trabalho (OIT)  elogiou  esta semana a ratificação, pelo governo brasileiro, do instrumento formal da Convenção para o Trabalho Decente dos Trabalhadores Domésticos (Convenção 189). Segundo a agência da ONU, o Brasil tem cerca de 7 milhões de trabalhadores domésticos, mais do que qualquer outro país do mundo, e tornou-se a 27° nação a ratificar o documento. A informação é da ONU News.

A OIT explica que ratificar essa convenção é um passo importante, depois do governo brasileiro ter tomado várias medidas para proteger os trabalhadores domésticos. Uma delas foi o estabelecimento da jornada máxima de trabalho de 44 horas por semana, assim como uma lei que proíbe o trabalho doméstico para menores de 18 anos.

A maioria dos domésticos no Brasil são mulheres, indígenas e pessoas de descendência africana. A agência da ONU destaca que até recentemente, eles não estavam protegidos pela lei trabalhista.

(Agência Brasil)

Deixe um comentário

Arquivado em Brasil